Músicos e bandas

Artigos

Notícias

Discografia

Shows

[2014] Todo mundo desiste muito rápido

Gilmar Dantas volta no tempo, para o ano de 2003, “auge da cena rocker de Conquista”, e comparar com o que temos hoje

Por Gilmar Dantas*

Há diversas formas de analisarmos a cena musical de Vitória da Conquista dos últimos dez anos. Tem muita coisa que não mudou, mas, em geral, hoje é muito mais fácil fazer evento, banda ou contar com um veículo de comunicação – três itens essenciais de uma cena. Duvida? Veremos na prática. Vamos voltar no tempo, para o ano de 2003, “auge da cena rocker de Conquista”, e comparar com o que temos hoje.


Bandas:

Se tínhamos quarenta bandas naquela época, umas duas ou três eram autorais de qualidade. Quem tocava música própria era completamente hostilizado. Uma cena clássica é a apresentação da banda Automata (Salvador), no Conquista Rock Festival de 2004: logo no começo do show, o vocalista anunciou que só tocaria música própria e imediatamente as mil pessoas presentes no evento viraram as costas para o grupo. As bandas covers dominavam completamente e o grande evento de 2004, em termos de público, foi o Cover Rock, claro. “Ah, mas é que o público gostava das bandas locais, não das bandas de Salvador”. Mentira, o público gostava de Iron Maiden, Legião Urbana, essas coisas. Quem ainda insistia em compôr não tinha estúdio disponível a preço acessível ou de qualidade.
Eventos:

Em 2003, os produtores começaram a arriscar trazer grandes bandas independentes pros seus festivais. Como o público não estava nem aí pra música que acontecia no país, queria apenas ouvir aquilo que podia ouvir no rádio, os eventos com essas bandas davam muito prejuízo. A primeira edição do Outono Alternativo gerou um prejuízo de R$ 9 mil. Já a terceira edição do Agosto de Rock gerou um prejuízo de mais de R$ 20 mil. Quem quisesse fazer algo para não perder dinheiro, tinha que fazer cover. Patrocínio? Nenhum. Apoio do poder público? Muito menos (nem edital tínhamos).
Veículos de comunicação:

Quase ninguém tinha internet. Então, tinha que gastar dinheiro mesmo com impressos e rádio (TV ninguém tinha dinheiro pra fazer). A única saída que tínhamos era o Som da Tribo, do saudoso Miguel Côrtes, mais nada. Os blogs estavam ainda começando a existir, sem nenhum apelo popular, eram todos muito elitizados.

Mas e hoje? será que as dificuldades são as mesmas? Vejamos:

Bandas:

Hoje gravar é muito fácil. Tem estúdio com preços acessíveis e quem não tiver um mínimo de recurso pra pagar um bom estúdio pode gravar até em casa sem passar tanta vergonha. As bandas covers praticamente nem existem mais e as composições próprias estão sendo cada vez mais valorizadas. A maioria dos festivais nem aceita mais um grupo que não tenha a maior parte do seu repertório autoral.


Eventos:

Ninguém precisa mais perder entre oito a vinte mil reais pra trazer bandas de qualidade pra cidade. A segunda edição do Rock da Libido trouxe bandas tão boas quanto as atrações do Agosto de Rock ou do Outono Alternativo e ninguém precisou perder dinheiro pra isso. Tem eventos de tudo quanto é tipo acontecendo na cidade. Vitória da Conquista hoje já faz parte da rota dos principais agentes de shows internacionais. Tivemos show do Jon Gomm (Inglaterra), considerado um dos dez maiores violonistas do mundo em abril e em maio teremos a Floor Jansen, diva do metal mundial (atual vocalista do Nightwish e ex After Forever) com sua banda ReVamp. Já pararam pra analisar o que isso significa? Uma das maiores vocalistas do mundo em Conquista. E o mais espantoso: única apresentação do Nordeste. E sabe quais atrações estão sendo negociadas pra cidade? Nomes como David Gilmour, Morten Harket, Motorhead e Deep Purple. Sinceramente, vocês conseguem imaginar algo do tipo em 2003?


Veículos de Comunicação:

Hoje os blogs se popularizaram, as redes sociais também. Do favelado ao morador de condomínios de luxo, todo mundo pode ser encontrado na internet. É muito mais fácil divulgar seu evento ou banda. Os blogs estão cada vez mais acessíveis, cobrindo cada acontecimento e documentando todas as ações da cena musical conquistense. Não é preciso gastar mais uma fortuna com televisão pra divulgar alguma coisa.

Sabe o que falta mesmo? É a gente dar conta de tudo isso. É entender que hoje a gente tem mais poder de fogo, que a gente está em condição de negociar com qualquer um, que podemos compôr tão bem quanto qualquer um, que o Morten Harket pode fazer um show em Conquista e que o CAIM pode fazer um show na Noruega, que a Gaby Amarantos pode tocar em Conquista e que Polentinha do Arrocha pode tocar em Belém. Como diz o Emicida, é “a reforma agrária da música brasileira”.

Mas as pessoas desistem muito rápido. Metade dos leitores pararam na metade deste texto. Cerca de 90% das bandas locais pararam antes de completar cinco anos. E daí ficar em casa reclamando que não acontece nada e que há dez anos era melhor é muito fácil e pode trazer impressões erradas. Pense bem: será que não foi você que desistiu rápido demais?

*Gilmar Dantas é produtor cultural e membro fundador da Casa Fora do Eixo Vitória da Conquista.

------
Publicado originalmente em 28/04/2014, em Revista Gambiarra.

I. Malförea

O "Memória Musical do Sudoeste da Bahia" precisa da sua colaboração. Tem algum material guardado? Gostaria de publicar seu próprio texto aqui? Acrescentar ou retirar algo? Entre em contato através do "fale conosco". Vamos preservar juntos a nossa história!

Nenhum comentário:

Leave a Reply

Temas

1 1 em Pé 2 Alados 1973 1986 1993 1994 1999 2000 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018 2019 2020 2021 96 FM A-Divert Acrock Agosto de Rock Alex Baducha Alisson Menezes Ana Palmira Bittencourt Santos Casimiro Andréa Cleoni Arlindo Polvinthai Artes plásticas Arthur Maia Artigos Assista! Autobox Axé Music Banda de Música do 9º BPM Benjamin Existe Biblioteca Municipal José de Sá Nunes Blog Blue Jam Blues BLUEZinada! Boom!!! Café com Blues Cama de Jornal Câmara Municipal de Vitória da Conquista Canta Bahia Captain Pepper Captain Peppers Carlos Albuquerque Casa Memorial Régis Pacheco Caso à Parte CCCJL CCCJL Sessions Centro de Convenções Divaldo Franco Chirlei Dutra chorinho Cinco Contra Um Cine Glória Cine Madrigal Circo de Cultura CMVC Coletâneas e Discos Especiais Coletivo Suíça Bahiana Conquista Moto Rock Conquista Rock Festival Coração de Jesus Cultura Cursos Destaques Deus e as Águas Deus Segue Nossa Guia Deus Seja Louvado Diglett Joes Dinho Oliveira Dirlêi Bonfim Diro Oliveira Discografia Distintivo Blue Divino Espírito Santo Documentos históricos Dona Iracema Dost DP Edigar Mão Branca Edilson Dhio Educadora FM Elomar Em memória Emissoras Entrevistas Erudito: Orquestras e Bandas Marciais Espaço Cultural A Estrada Espaços Ester Barreto Evandro Correia Eventos Excalibur Rock Band Expoconquista Fabio Sena Facebook Fainor Fainor Garage Band Feira de Flores de Holambra Fenix Rock Bar Festivais Festival Avuador Festival da Juventude Festival de Inverno Bahia Festival de Música da Bahia Festival Educadora FM Festival Internacional de Violão Festival Pra Cantar Junto Festival Suíça Bahiana FestUesb Filarmônicas Folk FomeStop Gafieira Brasil Garboso Geslaney Brito Gil Barros Gilberto Gil Gilmar Cardoso Gilmar Dantas Glauber Rocha Graco Lima Jr Grupo Barros Gutemba Heleno Ribeiro Hinos I. Malförea Ian Kelmer Iara Assessu Imagem do Mês Ingrid de Castro Brito J.C. D'Almeida JayVee Jean Cláudio Jequié Jeremias Macário João Omar Joe Malfs Clan Judson Almeida Julio Caldas Junior Damasceno Kako Santana Kessller Ladrões de Vinil Larissa Pereira Letras & Prosa Liatris Lili Correia Lives Livros Lomantão Lucas Arruda Luciano PP Lúcio Ferraz Luiza Aldaz MAC - Movimento Artístico e Cultural de Vitória da Conquista Magoo Malförea Mallu Magalhães Mandacaroots Manual do Músico Marcelo Lopes March of Revenge Mariana Kaoos Marta Moreno Maurício Sena Mazinho Jardim memórias Mi do Carmo Miconquista Mictian Miguel Cortes Miguel Côrtes MPBlues Musaé Música Autoral Músicos e bandas Natal Conquista de Luz Natal da Cidade Nem Tosco Todo Nem Tosco Todo e as Crianças Sem Futuro Nephtali Bitencourt No Canto do Choro No Palco Nós Vozes & Eles Notícias ÑRÜ O Rebucetê OAB Orion Music Company Os Barcos Pablo Luz Palestras Pandemia Papalo Monteiro Parrázio Paulo César de Araújo Paulo Gabiru Paulo Macedo Pesquisas Plácido Mendes PMVC Poções Poesia Point do Rock Praça Tancredo neves Princípio Ativo Priscila Correia de Sousa Carneiro Público Quarentena Rádio Câmara Rádio FM 100 rádios Rafael Flores Raifran Ramanaia Randômicos Raquel Dantas Reason Reggae Regional Reis Renegados Retilínea Revista Gambiarra Roberto Carlos Rock Rock Cordel Rock Vertente Ronaldo do Sax Ronny Voxx Rubenildo Metal Salvador Séries SESC Shows Sintoma de Cultura Som da Tribo Sorrow's Embrace Spit Clown Sr. Pokan e os Tangerinas SS-433 Supercílio Tales Dourado Tamires Dias dos Santos Terno de Santo Reis Textos científicos Textos e reportagens de época The Dug Trio The JackHammers The New Old Jam The Outsiders Thomaz Oliveira Titãs Tomarock Tombstone Tonico Almeida Tosco Todo Tres Puntos Três Reis Magos TV Sudoeste UESB UESB FM UESC UFPB UMC Vídeo do Mês Videoclipes Viela Sebo-Café Vinícius da Costa Januário Vitória da Conquista VOceve Xangai

Twitter

Novidades em seu Email

Imagem do Mês

Vídeo do Mês