Músicos e bandas

Artigos

Entrevistas

Discografia

Memórias

Terno de reis, Três Reis Magos

Quem foi à Praça Tancredo Neves, na noite de ontem (4), para ver as luzes de natal pôde aproveitar, na Casa Memorial Governador Regis Pacheco, as apresentações do Terno de Reis Três Reis Magos e da banda Distintivo Blue, além de mostra audiovisual e do lançamento do livro do escritor Milton Fernandes.

“Histórias contadas com amor e dor: um jovem brasileiro em busca da liberdade” conta as vivências de seu autor Milton Fernandes, de 73 anos, que saiu da região do córrego Contiguiba, no município de Itapebi, na Bahia, e ganhou o mundo. Em suas andanças por diversos países colecionou muitas histórias como a prisão no Chile, durante a ditadura de Pinochet, e do tempo em que morou no internato de Itarantim.



Xangai e Milton Fernandes

“Quando eu falo histórias contadas com amor e dor é porque tem muitas histórias legais de coisas boas que aconteceram e tem coisas muito desagradáveis, como a prisão no Chile em que quase perdi a minha vida” explica Milton, que depois de viajar bastante, mora em Vitória da Conquista há um ano e conta que este é seu primeiro livro. “Eu sempre quis escrever um livro, sempre diverti muita gente contando histórias, e foi muito bom escrever, colocar no papel, ao todo são 39 histórias e ainda tenho outras 30 para um próximo livro”.

O lançamento do livro contou com a presença do secretário de Cultura, Turismo Esporte e Lazer, Xangai, que prestigiou seu amigo conterrâneo e aproveitou para falar da importância da valorização da cultura do município durante as festividades de fim de ano.

O Natal Conquista de Luz é uma oportunidade de oferecer ao povo de nossa terra essa diversificação de atrações. Aqui no Memorial, a gente fica deslumbrado com a beleza das artes plásticas, pinturas, fotografias, esculturas de altíssimo nível, uma coisa simples que pela beleza também tem a sua própria sofisticação. Ternos de reis, vários artistas, teatro é uma maneira de também valorizar a ornamentação da praça. E hoje estamos celebrando esse livro de meu amigo Milton Fernandes” comentou Xangai.

Xangai e o terno de reis

Durante a apresentação musical em homenagem a Milton, Xangai convidou os integrantes do terno reis para fazer uma participação especial, com uma louvação ao menino Jesus. Após a breve apresentação, o terno desceu para a praça Tancredo Neves, onde animou o público visitante. “Para nós é uma alegria muito grande poder tocar na praça, preservar a cultura do terno de reis e mostrar para os jovens que eles precisam continuar com essa cultura, valorizando o que é nosso”, ressaltou o mestre Nivaldo Barbosa Sena, de 58 anos, que lidera o terno há 33 anos, mas o grupo já existe há 38 anos no povoado de Rancho Alegre, distrito do Iguá.

Para Pedro Antônio Paiva Novais, de 16 anos, do distrito de Pradoso, o melhor do natal é o terno de reis, por isso, este ano, ele já foi à praça duas vezes só para ver as apresentações. Ele disse que o seu distrito está sem terno, porque todos os integrantes ficaram idosos e ninguém deu continuidade à tradição, mas que pretende voltar com a essa tradição. “Eles tocavam uns reis muito bonito lá, então, desde criança que eu gosto do natal, dos presépios e dos reisados”, ressaltou Pedro.


Distintivo Blue

Além do terno de reis, no palco do Memorial, a noite contou com a apresentação da banda Distintivo Blue, que trouxe para o palco um repertório com músicas autorais, clássicos do rock e do blue e também músicas de banda locais como Cama de Jornal. Segundo o líder de banda, Plácido Oliveira ou Joe Malfs Clan, o evento promovido pela Sectel é de suma importância para fomentar a cultura no município. “A gente já participou de vários editais da prefeitura, principalmente para quem é mais alternativo, do rock, do blues, é importante porque a gente consegue alcançar um público que não iria aos nossos shows e também pelo apoio financeiro dado pela Prefeitura”, salientou Joe.


------
Publicado originalmente em 05/01/2023, em Prefeitura Municipal de Vitória da Conquista.

“É o maior prazer da vida estar aqui na praça. Uma: que eu gosto demais, e outra que eu agradeço muito a Deus, nessa idade, ainda estar dançando. Estou com probleminha na visão e na audição mas o importante é dançar”, disse a professora aposentada Dolores Ribeiro, que, aos 87 anos, que canta reis desde os 10 anos de idade e puxava o Terno das Rosas, ontem (5), penúltima noite do Natal Conquista de Luz, na Praça Tancredo Neves.

Terno das Rosas

Mestre Dolores Ribeiro

O Terno das Rosas é composto por outras 14 mulheres, a maioria ex-alunas de Dolores, que trabalhou 31 anos como professora no distrito de José Gonçalves. “E essa alunada aí já tem neto, mas está tudo atrás de mim. E eu falo com Deus: deixa eu dançar mais uns tempinhos aqui”, disse a mestre do grupo e seguiu a cantoria pela praça.

E quem estava na Praça Tancredo Neves para apreciar a tradição dos Ternos de Reis, uma cultura valorizada pelo Governo Municipal e que se mantém firme ano a ano, teve a grata surpresa de ver a apresentação não apenas do Terno das Rosas, que dividia a programação com a banda Axé 4, pois, direto do distrito de São Sebastião, chegou na praça o Terno de Reis das Estrelinhas, para aumentar a animação da noite de quinta-feira.

Estrelinha

O grupo, também majoritariamente formado por mulheres, existe há dez anos e é composto por 30 integrantes e tem a frente o mestre Nael Freires, que mantém uma tradição familiar. “Eu, juntamente com minha tia Cosmerinda, que demos iniciou [ao Terno de Reis das Estrelinhas] com o pessoal da terceira idade e aí fomos colocando outras pessoas para dar um ânimo no terno”, explicou o mestre Nael que também é responsável pela quadrilha junina do distrito.

Cremilda e Nalva

Ângela e família

Uma das pessoas que foram dançar ao som dos pandeiros, sanfona e triângulo foi Nalva Rosa de Jesus, moradora do Cidade Modelo, que comemora 58 anos hoje (6). “Eu gosto muito, sou nascida no dia de Reis. Então, como eu completo ano amanhã, venho comemorar hoje e amanhã, Todo ano eu participo, eu gosto muito”, contou, que foi com sua amiga Cremilda.

Ângela Gonçalves veio de Malhada de Pedras passar a semana com a família e ontem conheceu o Natal Conquista de Luz. “Interessante, é uma tradição, é uma cultura que não pode ser abolida e isso é importante para gente estar assistindo também, né? Na nossa cidade, mesmo, tinha as ciganinhas, que era reisado também e hoje não existe mais”, comentou a visitante.

Axé na festa
Além dos ternos de Reis, a penúltima noite desta edição do Natal Conquista de Luz, teve a estreia da banda Axé 4 no palco montado na varanda da Casa Memorial Governador Régis Pacheco. “É um imenso prazer estar, pela primeira vez, aqui fazendo esse som nesse evento multicultural que a Prefeitura está fazendo, reunindo diversos artistas de várias vertentes musicais”, afirmou o vocalista Toinho de Mairí.

A Banda Axé 4

estreou no Natal Conquista de Luz

------
Publicado originalmente em 06/01/2023 em Prefeitura Municipal de Vitória da Conquista.



Na sexta-feira (6), quando se comemora o Dia de Reis, para marcar a tradição, os visitantes que prestigiaram a última noite do Natal Conquista de Luz, na Praça Tancredo Neves, foram convidados a cair na folia do reisado, durante o encontro de quatro grupos de Terno de Reis de Vitória da Conquista. A prefeita Sheila Lemos estava entre o público, apreciando o espetáculo, e aceitou o convite.


Sheila acompanhou o cortejo dos grupos de Terno de Reis por dentro da Praça Tancredo Neves, ainda inteiramente decorada com as luzes de Natal. Em todo o trajeto, ela parou para cumprimentar e tirar fotos com a população. Ao fim do percurso, a prefeita chegou a entrar na roda da folia de reis, entre instrumentistas que dançavam e entoavam flautas, caixas e zambumba.

“Hoje, Dia de Santo Reis, encerramento dos festejos do Natal, e nós estamos com a família conquistense aqui na praça. Milhares de pessoas passaram aqui para contemplar a beleza que está a ornamentação natalina. E muito importante a apresentação dos Ternos de Pela tradição cristã, 6 de janeiro é o dia em que os Santos Reis Magos chegaram ao local onde o menino Jesus nasceu. Para celebrar a data, o Natal Conquista de Luz encerra a programação natalina na Praça Tancredo Neves com o encontro dos Ternos de Reis.

Com ênfase em características regionais, a Secretaria de Cultura, Esporte, Turismo e Lazer (Sectel) promove, às 19h desta sexta-feira, em frente à Casa Memorial Régis Pacheco, o encontro dos seguintes ternos: Os Netos de Guena, Raio de Sol, Março São Sebastião Estrela Dalva, Reconhecido de Belém e Santa Bakhita.

A programação Natal Conquista de Luz teve início no dia 20 de dezembro e encerra hoje, mas a iluminação natalina na praça segue até domingo (8).

Veja a programação:

Terno de Reis “Os Netos de Guena” – Mestre: Leônidas Freire Bomfim/ Povoado de Itaipu
Terno de Reis “Raio de Sol” – Mestre: Edilson Silva Santos / Miro Cairo
Terno de Reis “Março São Sebastião Estrela Dalva” – Mestre: Marcos Florentino / Jardim Copacabana
Terno de Reis Reconhecido de Belém – Mestre: Antônio Carvalho dos Santos/ Dantilândia
Terno de Reis “Santa Bakhita” – Mestre:   Sinvaldo Gomes Ribeiro / Assentamento do Cedro

------
Publicado originalmente em 06/01/2023 em Prefeitura Municipal de Vitória da Conquista.



Na sexta-feira (6), quando se comemora o Dia de Reis, para marcar a tradição, os visitantes que prestigiaram a última noite do Natal Conquista de Luz, na Praça Tancredo Neves, foram convidados a cair na folia do reisado, durante o encontro de quatro grupos de Terno de Reis de Vitória da Conquista. A prefeita Sheila Lemos estava entre o público, apreciando o espetáculo, e aceitou o convite.


Sheila acompanhou o cortejo dos grupos de Terno de Reis por dentro da Praça Tancredo Neves, ainda inteiramente decorada com as luzes de Natal. Em todo o trajeto, ela parou para cumprimentar e tirar fotos com a população. Ao fim do percurso, a prefeita chegou a entrar na roda da folia de reis, entre instrumentistas que dançavam e entoavam flautas, caixas e zambumba.

“Hoje, Dia de Santo Reis, encerramento dos festejos do Natal, e nós estamos com a família conquistense aqui na praça. Milhares de pessoas passaram aqui para contemplar a beleza que está a ornamentação natalina. E muito importante a apresentação dos Ternos de Reis, lindíssima, mostrando a nossa cultura, que é uma cultura muito forte, muito enraizada, uma cultura sertaneja da qual nos orgulhamos tanto”, afirmou Sheila Lemos.

O Dia de Reis celebra a data em que os Santos Reis Magos chegaram ao local onde o menino Jesus nasceu, segundo a tradição cristã. Quatro grupos de Terno celebraram a data encerrando o Natal Conquista de Luz: “Os Netos de Guena”, do povoado de Itaipu; “Raio de Sol”, do Miro Cairo; “Reconhecido de Belém”, do povoado de Dantilândia; e “Março São Sebastião Estrela Dalva”, do bairro Jardim Copacabana.

Florentino e o grupo Março São Sebastião Estrela Dalva

Este último é comandado pelo mestre Marcos Florentino, que herdou a tradição dos seus pais e fala do sentimento de quem se apresenta na praça pública no Dia de Reis. “O primeiro Terno de Reis que meu pai apresentou foi aqui, na praça. Depois de meu pai, foi a minha mãe que apresentou. E agora, eu. Para mim, é uma coisa boa demais, é uma coisa bonita. A gente sai nas casas cantando, todo mundo adora, de porta aberta pra nós. Eu só largo a minha tradição de Reis no dia que eu fechar meu olho, no dia que Deus falar: ‘Agora você não aguenta mais.”, disse ele.

Jussara

Uma das pessoas que foram prestigiar a última noite do Natal Conquista de Luz e aproveitar para dançar a folia do reisado e tirar fotos na praça, Jussara Santos da Silva compareceu com toda a família para se despedir das atividades. “A programação natalina está fantástica, gostei muito. Mantendo a tradição, muito bacana manter essa tradição de Terno de Reis”, avaliou.

Sheila Lemos estava acompanhada de parte da equipe de governo

Música e dança
A programação da noite também contou com um espetáculo de dança na Casa Memorial Governador Régis Pacheco, com o tema “Raízes: uma abordagem das origens da dança de salão”. A professora Laire Carvalho explicou: “Trazer um pouquinho das danças de salão, a gente sabe que é um conjunto de danças, em que entra o tango, bolero, o samba de gafieira, a lambada, a kizomba, que são danças a dois.”

Laire e Dhones

E de acordo com o também professor de dança Dhones Lacerda, a participação no Natal Conquista de Luz foi uma oportunidade de levar ao público conquistense mais conhecimento sobre os estilos e a história da dança de salão. “Ficamos muito gratos pela oportunidade”, disse.

Para coroar o sucesso da programação de Natal promovida pela Prefeitura, a noite foi encerrada com a apresentação do grupo musical “Mulher no Samba”. A apresentação agradou a todos os que ficaram na praça, mesmo com a chuva, que não intimidou a plateia a cantar e dançar ao som das artistas.

Grupo Mulher do Samba



------
Publicado originalmente em 07/01/2023 em Prefeitura Municipal de Vitória da Conquista.




Joe Malfs, pseudônimo do cantor, compositor, pesquisador e produtor Plácido Mendes, mais conhecido por seu trabalho musical autoral "Distintivo Blue" (onde também utiliza o pseudônimo  "I. Malförea"), estreia seu novo projeto, Orgânico, na Sala Angelina Timóteo de Oliveira, executando a canção autoral "O Andarilho" no formato voz e violão. 

De forte carga emocional, a letra trata da dura realidade enfrentada pelos animais de rua, expressada no ano passado através do lyric video [ https://youtu.be/WZdng7ycI4U ] produzido em casa, com todos os instrumentos e o processo de gravação, mixagem, masterização e produção do fonograma e do vídeo executados pelo autor, contando com a colaboração de fãs, que enviaram vídeos de animais para integrarem a obra.  A pandemia forçou o artista a produzir suas próprias canções solitariamente, utilizando os recursos disponíveis. 

Neste novo vídeo, experimenta o formato minimalista, num cenário especial: a Sala Angelina Timóteo de Oliveira, batizada em homenagem à sua avó que, assim como centenas de idosos, sofreu com o isolamento causado pela pandemia iniciada em 2020 e faleceu em 5 de outubro de 2022. 

O Andarilho é o vídeo de estreia deste projeto há muito pensado pelo artista, que planeja desenvolver diversos conteúdos musicais no espaço, inclusive incluindo outros artistas locais.

------------------
O vídeo foi gravado em 7 de agosto de 2021 para o I Edital de Premiação Arte e Cultura da Prefeitura Municipal de Vitória da Conquista-BA e, conforme as suas especificações, manteve-se à disposição para uso exclusivo pelo Poder Público pelo prazo de 1 ano após o recebimento da premiação.
------------------

O ANDARILHO
(I. Malförea}

Noite escura
Vento e chuva
A rua sem ninguém

Não devia estar só
Mas podia ser pior
Esperar quem não vem

Todo um mundo girando
Falando, sorrindo, cantando
E ele sempre só

Já cansou de chorar
E é difícil sorrir
Desistiu de amar
É mais fácil fugir

Madrugada
Alvorada
Até o pôr-do-sol

Não devia estar só
Mas é até melhor
Depois do que passou

Todos passam olhando
Censurando ou ignorando
Mas sente, como nós

Não adianta chorar
Ninguém vai acudir
Não merece um olhar
Nem devia existir

Não tem alma
Nem vale nada
Consigo apenas dor

Não devia estar só
O mundo é bem melhor
Pra todos nasce o sol

Uma mão se estendendo
Um abraço apertado
Um sonho, ou algo assim

Eu te ouvi chorar
Então vim até aqui
Chega deste lugar
A dor chegou ao fim



Elomar Figueira de Melo é o nosso grande artista vivo, tem orgulho da terra que nasceu, sempre
propagou o nome da nossa cidade e também da região catingueira, o Sertão da Ressaca.

Trata-se de um fenômeno que chamou a atenção de universidades, academias e de estudiosos.

Elomar é um erudito, o seu estilo é próprio, único. A sua obra é apreciada e admirada por alguns países. Xangai, seu parceiro, amigo/irmão, já disse: “Elomar é o melhor do mundo”.

Na noite de ontem ouvi áudios do advogado e jornalista Paulo Nunes e também do administrador e estudante de direito Moisés Santos, os dois só divergem em relação ao menestrel em um ponto: se a obra do engenheiro de olhos azuis, que mais parece uma figura bíblica, dirige os seus escritos, reproduz o seu canto, para a direita ou para a esquerda. Só que os feitos do nosso cantador e violeiro transcendem as ideologias políticas e partidárias, ele retrata a realidade de um povo, de uma região, seja de sofrimento e de simplicidade. Só Deus, o grande inspirador de Elomar, para defini-lo melhor. De qualquer sorte, antes de varar a madrugada, Paulo e Moisés já haviam concordado que Elomar é um gênio!

Artistas dos mais diferentes estilos se reportaram sobre o nosso conterrâneo e todos são unânimes ao dizer que o ilustre conquistense é um fenômeno.

Veja o que disse, por exemplo, o cantor e compositor Ed Motta:

“O Elomar, eu tenho uma dúvida, eu não sei se o Elomar toca viola caipira. E o Elomar, bicho, o Elomar é uma força da natureza. Tá, esse corte ninguém pega, isso também ninguém, é uma coisa, gente. Peraí, ninguém fala “Toca Elomar!” Fala isso?

Alô! Quando vem um portal não sei de onde achando que é um problema geográfico, bairrista, que o sujeito está sendo bairrista, e o Elomar, que gênio, gênio, gênio, mas, gênio, gênio, gênio, gênio de um jeito, o Elomar é gênio de um um jeito, que dá medo, eu tenho medo dele, de tão gênio que ele é. É absurdo, a música dele dá tapa na gente, maluco, tá… o homem escreve pras cordas, tá! Sabe música mesmo, bicho! Elomar é f… então é isso aí”



------
Publicado originalmente em 18/04/2022, em Blog do Massinha.


1 resposta para “Ed Motta: “Elomar é uma força da natureza””
AFRANIO GARCEZ says:
21 de abril de 2022 às 12:17

Caro amigo Massinha. Nos dias atuais onde existe um recrudescimento em alguns partidos, agora estão com a mania de falar mal do Elomar, taxando-o de direita, de bolsonarista, etc. Para mim, no entanto, nada disto importa, nunca ouvir dizer que o Elomar fez campanha para qualquer político, e ainda que o fizesse é um direito inalienável dele, aliás ele faz política sim, inserindo em suas letras temas como a fome, a agiotagem quando fala do velho Braulino a 10%, do êxodo do homem do campo em busca de melhores condições de vida em outras plagas. Elomar é motivo de publicações de livros de Mestrado e Doutorado fora do Brasil, e eu tenho o orgulho de ter um exemplar publicado na Alemanha. Alguém conheçe Elomar falando sobre a política local, estadual ou nacional, se conhecer por favor me avisem, e mesmo assim continuarei fã do Elomar, do Xangai, do Ed Motta, do Eduardo Boaventura, Augusto Jatobá, Paulinho Pedra Azul, Evandro Correia etc. Acredito que tudo não passa da falto do que fazer de pessoas maldosas e que se esquecem que devemos viver irmanados, ainda mais nestes tempos de trevas.
Fotos: Blog do Anderson

A Sala Principal do Centro de Cultura Camillo de Jesus Lima lotou na noite deste domingo (11) para o espetáculo do Café com Blues em homenagem ao menestrel Elomar Figueira Mello. Intitulado de Sertão de Elomar Figueira, o show foi acompanhado pela Orquestra Conquista Sinfônica sob a regência do João Omar e contou comparticipações especiais de Xangai e de Gabriela Mello, neta do homenageado.


“Pra gente é um motivo de alegria estar aqui hoje com a presença de João Omar, filho dele, e Gabi Melo, participação especial aqui, sua neta, e nosso querido amigo, um dos melhores interpretes de suas músicas, Xangai”, comentou Diro Oliveira.


O nome Café com Blues se deve ao fato de Vitória da Conquista ser considerada a Terra do Café, além de fazer uma alusão ao Café Brasileiro feito na Caatinga e o modo cordial em que oferecido “em toda casa que se entra”. A banda costuma juntar elementos nordestinos com o blues norte-americano e tanto as letras quanto a sonoridade ganharam destaque no cenário baiano.


O agraciado, Elomar Figueira Mello, é um artista de destaque internacional com a obra é marcada pela forte presença de variantes dialetais, arcaísmos e neologismos, formando uma linguagem muito característica fundada na oralidade sertaneja.

Suas letras abrangem uma ampla gama de temas, na maior parte das vezes vinculado ao imaginário rural do sertanejo nordestino, ainda que com elementos medievais, cristãos e ibéricos. No próximo dia 21 de dezembro, Elomar comemora o seu 85º aniversário. O BLOG DO ANDERSON registrou momentos através do Instagram e agora aqui no Site com essa cobertura de imagens.




------
Publicado originalmente em 12/12/2022, em Blog do Anderson.

Postagem em destaque

[2023] Público prestigiou música, literatura e cultura do terno de reis no Natal Conquista de Luz na noite de quarta

Terno de reis, Três Reis Magos Quem foi à Praça Tancredo Neves, na noite de ontem (4), para ver as luzes de natal pôde aproveitar, na Casa M...

Temas

1 1 em Pé 2 Alados 1973 1986 1988 1990 1993 1994 1999 2000 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018 2019 2020 2021 2022 2023 96 FM A Conquista do Rock A Tarde A Voz do Muro A-Divert Acrock Agosto de Rock Alex Baducha Alisson Menezes Almiralva Ferraz Gomes Ana Barroso Ana Palmira Bittencourt Santos Casimiro André Cairo Andréa Cleoni Apache Arlindo Polvinthai Arnaldo Antunes Artes plásticas Arthur Maia Artigos Assista! Autobox Axé Music Babá Ferreira Bad Boy Boogie's Balaio Banda de Música do 9º BPM banda Mixta Bazé Benjamin Existe Biblioteca Municipal José de Sá Nunes Blas Fêmia Blog Blue Jam Blues BLUEZinada! Boom!!! Brumado Bruno Caires Bruno Lima Café com Blues Café Society Caique Santos Cama de Jornal Câmara Municipal de Vitória da Conquista Canta Bahia Canto do Sabiá Cao Alves Captain Pepper Captain Peppers Carlos Albuquerque Carlos Porto Casa do Rock Casa dos Carneiros Casa Fora do Eixo Casa Memorial Régis Pacheco Caso à Parte CazAzul CCCJL CCCJL Sessions Centro de Convenções Divaldo Franco Charges e cartoons Chirlei Dutra chorinho Cidadania Cinco Contra Um Cine Glória Cine Madrigal Cinema Circo de Cultura Cláudia Rizzo Clipping CMVC Coletâneas e Discos Especiais Coletivo Suíça Bahiana Conquista Metal Fest Conquista Moto Rock Conquista Rock Festival Conservatório Municipal De Música De Vitória Da Conquista Coração de Jesus Coral da UESB Crônicas Cultura curso de Cinema e Audiovisual da Uesb Cursos Dani Lasalvia Daniel Drummond Danielle Rosa Dão Barros Dércio Marques Destaques Deus e as Águas Deus Segue Nossa Guia Deus Seja Louvado Diglett Joes Dinho Oliveira Dirlêi Bonfim Diro Oliveira Discografia Dissertações Distintivo Blue Divino Espírito Santo documentários Documentos históricos Dona Iracema Dorinho Chaves Dost DP Dreadful Trace Dreams Produções Durval Lelys Ed Motta Edigar Mão Branca Edilson Dhio Educadora FM Élder Oliveira Elomar Elton Becker Em memória Emissoras Entrevistas EP época Erasmo Carlos Erudito: Orquestras e Bandas Marciais Espaço Cultural A Estrada Espaços Ester Barreto Estúdio Drakkar Estúdio Drummond Eulá Evandro Correia Eventos Excalibur Rock Band Expoconquista Fabio Sena Facebook Fainor Fainor Garage Band Feira de Flores de Holambra Felisquié Fenix Rock Bar Festeccon Festivais Festival Avuador Festival da Juventude Festival de Inverno Bahia Festival de Música da Bahia Festival Educadora FM Festival Internacional de Violão Festival Pra Cantar Junto Festival Rádio Rock Festival Suíça Bahiana Festival União Brasileira do Blues Festival Unimed do Sudoeste de Música FestUesb Filarmônicas Folk FomeStop forró Gafieira Brasil Garboso Geslaney Brito Geslaney Brito e Iara Assessú Gil Barros Gil Brito Gil Ferraz Gilberto Gil Gilmar Cardoso Gilmar Dantas Gilmara Baby Gimba Jardim Giorlando Lima Glauber Rocha Graco Lima Jr Grito Rock Grupo Barros Guilherme Arantes Gutemba Heavy Metal Heleno Ribeiro Hemoba Herzem Gusmão Hinos história oral Humberto Pinheiro I. Malförea Ian Kelmer Iara Assessu Ice Drink Imagem Casa Som Imagem do Mês In Mundos Inércia Ingrid de Castro Brito Inside Hatred Isadora Oliveira Ítalo Silva J.C. D'Almeida Jackson Alcântara Jacqueline Jack JayVee Jean Cláudio Jequié Jeremias Macário João Omar Joe Malfs Clan Jorge Luis Melquisedeque Josilene Pires Matias Judson Almeida Julio Caldas Junior Damasceno Kako Santana Kelly Prado Kessller Ladrões de Vinil Larissa Luz Larissa Pereira Letras Letras & Prosa Liatris Lili Correia Live Solidária Lives Livros Lomantão Lucas Arruda Lucas Gerbazi Lucas Lins Luciano PP Lúcio Ferraz Luiz Caldas Luiza Aldaz MAC - Movimento Artístico e Cultural de Vitória da Conquista Magoo Malförea Mallu Magalhães Mandacaroots Manno di Sousa Manual do Músico Marcelo Lopes March of Revenge Marcha para Jesus Maria Bethânia Maria Elena Menezes Oliveira Mariana Kaoos Marta Moreno Massinha Mauricio Sena Maurício Sena Mazinho Jardim Melhor Feijão do Mundo Memória do Rádio memórias Mi do Carmo Miconquista Mictian Miguel Côrtes Mórficos MPB MPBlues Musaé Música Autoral Musicante Sudoeste Músicos e bandas Natal Conquista de Luz Natal da Cidade Nathan Soares Náufrago Urbano Nem Tosco Todo Nem Tosco Todo e as Crianças Sem Futuro NEOJIBA Nephtali Bitencourt No Canto do Choro No Palco Nós Vozes & Eles Notícias ÑRÜ O Piquete O Rebucetê OAB Oktober Rock Onildo Barbosa Orion Music Company Orquestra Conquista Sinfônica Os Barcos OutroEu Pablo Fornasari Pablo Luz Palestras Pandemia Papalo Monteiro Paraki Parrázio Paulo César de Araújo Paulo Gabiru Paulo Macedo Pesquisas Pilot Wolf Pipa Pipa Música Plácido Mendes PMVC Poções Podcast do Moss do Som Podcasts Poesia Point do Rock PPGMLS Praça Barão do Rio Branco Praça Tancredo neves Prêmio Suíça Bahiana de Música Princípio Ativo Priscila Correia de Sousa Carneiro Programa Positividade Público Punk Rock Quarentena Quintas de Maio Rádio Baixaria Rádio Câmara Rádio FM 100 Rádio Up Rádio USP rádios Rafael Flores Raifran Ramanaia Randômicos Raquel Dantas Reason Recrucifixion Reggae Regional Reis Reis do Crime Renato Russo Renegados Retilínea Revista Gambiarra Ricardo Castro Ricardo Marques Rita De Cássia Oliveira Lima Alves Roberto Carlos Roberto Sant’Ana Robson Falcão Rock Rock Cordel Rock em Prol Rock Vertente Ronaldo do Sax Ronny Voxx Rubenildo Metal Salvador São João Sarau Multiverso Sarau Somos Vozes Séries SESC Shows Simone da Silva Guerreiro Sintoma de Cultura Social Freak Som da Tribo Sorrow's Embrace Spit Clown Sr. Pokan e os Tangerinas SS-433 Suffocation of Soul Supercílio Tales Dourado Tambores & Cordas Tamires Dias dos Santos Taro Társis Valentim Terno de Santo Reis teses Teu Soares Textos científicos Textos e reportagens de época Thais Macedo Lopes The Dug Trio The JackHammers The New Old Jam The Outsiders Thomaz Oliveira Tiamat e os Garotos Perdidos Titãs Tomarock Tombstone Tonico Almeida Tosco Todo Trabalhos acadêmicos Três do Crime Tres Puntos Três Reis Magos TV Sudoeste TV UESB UESB UESB FM UESC UFBA UFPB UMC UNIMUS Vadinho Barreto Vídeo do Mês Videoclipes Viela Sebo-Café Vinew Vinícius da Costa Januário Vitória da Conquista VOceve Weslei Gusmão Piau Santana Xangai Xuxa Zine

#museudorockvca

Twitter

Imagem do Mês

Vídeo do Mês

Doe sangue!