Músicos e bandas

Artigos

Notícias

Notícias

Shows

Shows

Artigos

Artigos

[2006] Entrevista com a March of Revenge

Franck(Baixo), Diego(bateria),Thiago(guitarra),Maurício(guitarra),Igo(vocal)

1. Como e quando surgiu a banda? 

Sempre falávamos em formar uma banda. Daí decidimos aprender a tocar. Isso faz uns três anos. Franck e Thiago fizeram uma banda, Diego tocava em outra, Maurício em outra e Igo em outra. Descobrimos que fazer uma banda é muito mais difícil do que pensávamos, então essas bandas foram se desfazendo e nos juntamos no início deste ano.

2. Quais as influências que vocês carregam e qual o estilo da banda?

Vão desde Hard Rock até o metal mais Pesado: Curtimos Black e Trash Metal, Hard Rock dos anos 80, como Iron Maiden, e muitos outros: Slayer, Sepultura, Dorsal. Nosso estilo é o Trash Metal, mais especificamente o europeu.

3. Vocês já têm alguma música própria?

Temos uma música quase pronta, com letra em inglês. É muito difícil para nós, que não podemos ensaiar muito, Gastar muito tempo ensaiando nossa música, já que também precisamos ensaiar os covers. Estamos tentando adquirir mais equipamentos e montar nosso próprio estúdio para podermos trabalhar mais no nosso próprio trabalho.

4. Qual a opinião de vocês sobre o cenário alternativo conquistense?

Só pra começar, o nome da banda, March for Revenge(marcha para a vingança), surgiu exatamente disso: sempre achamos que aqui há um grande desrespeito com as bandas e o próprio público: Conquista se resume a uns três “produtores” de shows, que não pagam cachê, não colocam um som de boa qualidade, não têm pontualidade na hora de começar os eventos, tampouco um mínimo de profissionalismo. Pelo que ouvimos falar de cenários menores, como Itabuna e Ilhéus, por exemplo, notamos que pelo menos os produtores são mais sérios e as bandas não costumam sair perdendo quando se apresentam, como aqui. Então, diante de tantos problemas ainda aparecem aqueles que pensam que são críticos de música para só falarem mal das bandas sem ao menos terem idéia do quanto é difícil ter uma banda alternativa aqui. A mídia simplesmente ignora a existência do nosso cenário e o próprio público não comparece aos shows, embora esteja sempre reclamando que aqui não acontece nada.

5. Qual o telefone de contato para shows?

(77) 3084-0698, falar com Igor Thiago. Agradecemos o espaço e esperamos a presença de todos no próximo show.

---
Entrevista publicada originalmente em 3/8/2006, em site ignorado até o momento.

I. Malforea

O "Memória Musical do Sudoeste da Bahia" é um projeto que precisa da sua colaboração. Tem algum material guardado? Gostaria de publicar seu próprio texto aqui? Entre em contato através do "fale conosco".

Nenhum comentário:

Leave a Reply

Twitter

Novidades em seu Email