Músicos e bandas

Artigos

Notícias

Discografia

Shows

Pesquisa da Uesb resgata memória do rock autoral conquistense

[Dois homens se apresentando num palco. À esquerda, homem negro com blusa de manga comprida na cor preta e calça jeans toca baixo. Na direita, homem branco de camisa preta com dizeres na cor branca segurando o microfone com as duas mãos. Ele usa óculos escuros e boina.]

Apresentação da banda conquistense Distintivo Blue. (Foto: Acervo do pesquisador)

Por Joana Rocha - 07.06.2021

O conquistense ama música e possui diferentes estilos e gostos musicais. Há quem goste de sertanejo, música eletrônica, MPB, forró, hip hop, axé, música clássica, pop, reggae, blues, regional e tantos outros. Entre outras palavras, podemos afirmar que a joia do sertão baiano é muito eclética. Mas, se tem um tipo musical que também caracteriza Vitória da Conquista é o rock.

O estilo foi escolhido como tema de pesquisa do pesquisador Plácido Oliveira Mendes, estudante do curso de Mestrado em Memória: Linguagem e Sociedade da Uesb. Com um recorte mais próximo de sua realidade, “Memória do Rock Autoral Conquistense (2000-2019): ascensão, declínio e o risco do esquecimento em nome da nostalgia” dá título à pesquisa* que conta as muitas fases do rock na capital do Sudoeste baiano.

Para abordar o assunto, Mendes trabalhou com metodologias diferentes. Segundo o mestrando, “a pesquisa se divide em duas partes, sendo a primeira parte basicamente bibliográfica. Na segunda, realizei 14 entrevistas virtuais com diferentes personagens da cena do rock conquistense, de diferentes categorias: músicos, produtores, técnicos de som, o público, jornalistas, incluindo pessoas que também vivenciaram períodos anteriores ao recorte”, conta.

O autor disse, ainda, que a pesquisa de Mestrado surgiu a partir do projeto Memória Musical do Sudoeste da Bahia, site desenvolvido em 2019, dedicado à preservação da memória da música independente de Vitória da Conquista e região. “A escolha do tema se deu de forma bastante natural: desde a parte inicial do recorte, que eu denomino, à ascensão da cena rock conquistense (primeira metade da década de 2000), quando eu ainda era um jovem estudante de História e começava a frequentar os shows, ensaios e a participar de bandas como vocalista”, lembra.

[Capa do jornal conquistense Cultura Jovem, de Agosto de 2003, em preto e branco com a frase “Galera do rock local vai a luta!”, em destaque no centro. Na esquerda, aparece uma foto de uma banda de rock se apresentando num show lotado de pessoas e à direita a descrição de um texto.]

Jornal de 2003 que destacava o cenário do rock na cidade de Vitória da Conquista. (Foto: Acervo do pesquisador)

Paixão pelo rock autoral – Cantor, compositor, historiador, pesquisador, produtor musical e fundador das bandas conquistenses Distintivo Blue e Joe Malfs Clan, Plácido ou I. Malförea se diz um entusiasta da música autoral. “A música autoral, em minha opinião, é um retrato importante do local, das pessoas e do tempo em que foi composta”. Em 2013, quando percebeu o início do período que denominou de declínio da cena conquistense, o mestrando sentiu a necessidade de continuar se dedicando, ainda mais, aos estudos sobre o gênero musical.

Para ele, “o rock diz muito e, possivelmente, seja o gênero com maior capacidade de se moldar aos inúmeros contextos mundo afora. Por isso, seu silêncio pode significar um ensurdecedor conjunto de fatores passando despercebidos. Para mim, é um grande equívoco ignorar a cena rock de uma cidade pelo simples fato de não se encaixar no rótulo ‘música regional’”.

Em sua pesquisa, o mestrando revela a importância cultural de nomes como Ladrões de Vinil, Cama de Jornal, Liatris, Dona Iracema, ÑRÜ, Distintivo Blue, Renegados, Garboso e outros. Além disso, o estudo destaca grandes artistas pertencentes a um grupo ou a um nicho específico, como “os tradicionais ternos de reis, a genial geração que brilhava nos festivais de música dos anos 80 e 90, a banda da Polícia Militar, as tão inclusivas orquestras, a cena do hip hop conquistense e os artistas de gêneros mais popularescos”.

[Homem sentado e sorrindo em um estúdio de rádio aponta para uma ilustração em sua camisa de cor laranja. À sua volta, estão duas bancadas, microfone, teclado, computador e papeis sobre a bancada da esquerda e, ao lado direito, uma cadeira azul de plástico vazia.]

A pesquisa destaca não só nomes da produção musical de rock, mas também de jornalistas, como Miguel Côrtes (Foto: Acervo do pesquisador)

Impacto sociocultural – Ao reunir os dados históricos sobre o rock conquistense, Plácido Mendes contribui com a memória, muitas vezes esquecida e, até mesmo, nunca apontada para as gerações atuais. No processo de mostrar a ascensão e declínio do rock autoral de Vitória da Conquista, ele manifesta aspectos da própria cultura e evidencia que as pessoas da cena têm interesse em preservar sua memória.

“De certa forma, é como se aguardassem por alguém, um pesquisador, um jornalista, para documentar e externar suas experiências. Isso me deixou, verdadeiramente, feliz por ocupar esse papel neste momento. A minha pesquisa representa uma iniciativa concreta em favor do merecido posicionamento desse grupo social e da sua identidade junto à história cultural da cidade”, explica.

A pesquisa de Plácido Mendes será concluída com a dissertação no Programa de Pós-Graduação em Memória: Linguagem e Sociedade, com previsão de defesa para o primeiro trimestre de 2022.


------
Publicado originalmente em 07/06/2021, em Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia.

I. Malförea

O "Memória Musical do Sudoeste da Bahia" precisa da sua colaboração. Tem algum material guardado? Gostaria de publicar seu próprio texto aqui? Acrescentar ou retirar algo? Entre em contato através do "fale conosco". Vamos preservar juntos a nossa história!

Nenhum comentário:

Leave a Reply

Temas

1 1 em Pé 2 Alados 1973 1986 1988 1990 1993 1994 1999 2000 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018 2019 2020 2021 96 FM A Tarde A Voz do Muro A-Divert Acrock Agosto de Rock Alex Baducha Alisson Menezes Ana Palmira Bittencourt Santos Casimiro Andréa Cleoni Arlindo Polvinthai Artes plásticas Arthur Maia Artigos Assista! Autobox Axé Music Banda de Música do 9º BPM Benjamin Existe Biblioteca Municipal José de Sá Nunes Blog Blue Jam Blues BLUEZinada! Boom!!! Café com Blues Cama de Jornal Câmara Municipal de Vitória da Conquista Canta Bahia Captain Pepper Captain Peppers Carlos Albuquerque Carlos Porto Casa do Rock Casa Memorial Régis Pacheco Caso à Parte CCCJL CCCJL Sessions Centro de Convenções Divaldo Franco Chirlei Dutra chorinho Cinco Contra Um Cine Glória Cine Madrigal Circo de Cultura Clipping CMVC Coletâneas e Discos Especiais Coletivo Suíça Bahiana Conquista Moto Rock Conquista Rock Festival Conservatório Municipal De Música De Vitória Da Conquista Coração de Jesus Cultura Cursos Destaques Deus e as Águas Deus Segue Nossa Guia Deus Seja Louvado Diglett Joes Dinho Oliveira Dirlêi Bonfim Diro Oliveira Discografia Distintivo Blue Divino Espírito Santo documentários Documentos históricos Dona Iracema Dost DP Edigar Mão Branca Edilson Dhio Educadora FM Elomar Em memória Emissoras Entrevistas Erudito: Orquestras e Bandas Marciais Espaço Cultural A Estrada Espaços Ester Barreto Evandro Correia Eventos Excalibur Rock Band Expoconquista Fabio Sena Facebook Fainor Fainor Garage Band Feira de Flores de Holambra Fenix Rock Bar Festivais Festival Avuador Festival da Juventude Festival de Inverno Bahia Festival de Música da Bahia Festival Educadora FM Festival Internacional de Violão Festival Pra Cantar Junto Festival Suíça Bahiana Festival Unimed do Sudoeste de Música FestUesb Filarmônicas Folk FomeStop forró Gafieira Brasil Garboso Geslaney Brito Gil Barros Gilberto Gil Gilmar Cardoso Gilmar Dantas Giorlando Lima Glauber Rocha Graco Lima Jr Grupo Barros Gutemba Heavy Metal Heleno Ribeiro Herzem Gusmão Hinos Humberto Pinheiro I. Malförea Ian Kelmer Iara Assessu Imagem do Mês Inércia Ingrid de Castro Brito Inside Hatred J.C. D'Almeida Jacqueline Jack JayVee Jean Cláudio Jequié Jeremias Macário João Omar Joe Malfs Clan Judson Almeida Julio Caldas Junior Damasceno Kako Santana Kessller Ladrões de Vinil Larissa Pereira Letras & Prosa Liatris Lili Correia Lives Livros Lomantão Lucas Arruda Luciano PP Lúcio Ferraz Luiza Aldaz MAC - Movimento Artístico e Cultural de Vitória da Conquista Magoo Malförea Mallu Magalhães Mandacaroots Manual do Músico Marcelo Lopes March of Revenge Mariana Kaoos Marta Moreno Maurício Sena Mazinho Jardim Memória do Rádio memórias Mi do Carmo Miconquista Mictian Miguel Côrtes MPB MPBlues Musaé Música Autoral Músicos e bandas Natal Conquista de Luz Natal da Cidade Nem Tosco Todo Nem Tosco Todo e as Crianças Sem Futuro Nephtali Bitencourt No Canto do Choro No Palco Nós Vozes & Eles Notícias ÑRÜ O Rebucetê OAB Orion Music Company Os Barcos Pablo Luz Palestras Pandemia Papalo Monteiro Parrázio Paulo César de Araújo Paulo Gabiru Paulo Macedo Pesquisas Pilot Wolf Plácido Mendes PMVC Poções Poesia Point do Rock Praça Barão do Rio Branco Praça Tancredo neves Princípio Ativo Priscila Correia de Sousa Carneiro Público Quarentena Quintas de Maio Rádio Baixaria Rádio Câmara Rádio FM 100 rádios Rafael Flores Raifran Ramanaia Randômicos Raquel Dantas Reason Reggae Regional Reis Renegados Retilínea Revista Gambiarra Roberto Carlos Rock Rock Cordel Rock Vertente Ronaldo do Sax Ronny Voxx Rubenildo Metal Salvador São João Séries SESC Shows Sintoma de Cultura Som da Tribo Sorrow's Embrace Spit Clown Sr. Pokan e os Tangerinas SS-433 Supercílio Tales Dourado Tambores & Cordas Tamires Dias dos Santos Terno de Santo Reis Textos científicos Textos e reportagens de época The Dug Trio The JackHammers The New Old Jam The Outsiders Thomaz Oliveira Titãs Tomarock Tombstone Tonico Almeida Tosco Todo Tres Puntos Três Reis Magos TV Sudoeste UESB UESB FM UESC UFPB UMC UNIMUS Vadinho Barreto Vídeo do Mês Videoclipes Viela Sebo-Café Vinícius da Costa Januário Vitória da Conquista VOceve Xangai

Twitter

Novidades em seu Email

Imagem do Mês

Vídeo do Mês